Menu

Bandai Namco traz bons jogos de luta para o Anime Friends 2018


Mais um ano, e mais um Anime Friends passa, trazendo para a cidade de São Paulo um final de semana onde fãs da cultura pop japonesa possam se encontrar e celebrar diversas mídias, entre elas, claro, games. Como nos últimos anos, a Bandai Namco marcou presença na feira, trazendo prévias de alguns dos seus futuros lançamentos, e nós da Gamepress fomos conferir alguns deles.

Confira algumas das nossas impressões, focadas nos jogos de luta que a empresa trouxe ao evento:

My Hero: One’s Justice

Baseado no anime e mangá de sucesso, My Hero Academia, My Hero: One’s Justice foi a maior surpresa entre os três games que jogamos. Usando o formato de “arena fighter”, como os games mais recentes das séries Naruto e One Piece, One’s Justice consegue trazer algo diferente à mesa, utilizando controles mais complexos como games de luta em 2D. Apesar de não ter toda a profundidade de jogos como Dragon Ball FighterZ e Marvel Vs Capcom 3, o jogo adota o layout de três botões de ataque, permitindo que o jogador execute combos mais trabalhados e completos, exigindo precisão nos ataques utilizados (aos iniciantes, é possível ativar a opção de auto combo, uma ferramenta que facilita o aproveitamento do game). É possível causar danos severos no oponente, misturando combos, assistências de dois parceiros, e as paredes da fase, já que, ao arremessar o inimigo nesses cantos, é possível prolongar ainda mais seus ataques.

Graficamente, o game não impressiona, mas a riqueza de detalhes dos personagens e mapas coloridos, sendo totalmente fiéis ao produto original, fazem o game se tornar indispensáveis aos fãs da série, ou aqueles que procuram novidades no estilo arena fighter.

My Hero: One’s Justice chega ao Xbox One, Playstation 4, Nintendo Switch e PC no dia 26 de Outubro.

Jump Force

Ainda no universo dos mangás, como parte de comemoração dos 50 anos da revista Weekly Shonen Jump, a Bandai Namco anunciou na E3 desse ano o game Jump Force, um crossover envolvendo diversos personagens e franquias famosas da revista, como One Piece, Naruto e Dragon Ball Z, vivendo batalhas em localidades do nosso planeta, como Nova York. O game também é um arena fighter, mas com menos profundidade que My Hero: One’s Justice. Os combos são feitos apenas com dois botões, que, mesmo usados separadamente, reproduzem uma longa sequência contra o inimigo. O diferencial do game, principalmente quando olhamos para o último crossover da Shonen Jump, J Stars: Victory Vs, fica no número de opções de contra-ataque e diferentes maneiras para se defender do oponente. Usando uma barra de stamina, os personagens podem se desviar, ou até mesmo fugir durante combos.

Jump Force traz um sistema interessante de batalha, focado em três membros de equipe que dividem a mesma barra de vida. É possível prolongar os combos dos personagens se utilizando de assistências ou trocas entre esses personagens, cada um com seus movimentos e características do material base.

Apesar da curta experiência que tivemos, graças ao CPU fraco que enfrentamos, foi possível observar de perto a beleza dos detalhes que foram postos nas ambientações que as lutas acontecem. Os cenários e os gráficos estão fantásticos, enquanto os lutadores, por serem personagens de mangá com efeitos mais “realistas”, acabam ficando um pouco fora de lugar nisso tudo. Basta esperar o modo história no ano que vem, para descobrir se esse contraste é proposital.

Jump Force chega em 2019 para Xbox One, Playstation 4 e PC.

Soul Calibur VI

Mas o campeão absoluto dos games de luta que a empresa apresentou na feira foi o mais novo game da franquia Soul Calibur. Soul Calibur VI traz uma releitura do primeiro game da série para os consoles atuais, com gráficos e visuais dignos desta geração.

Soul Calibur VI traz de volta a velocidade, a competividade e vários personagens de Soul Calibur II, que foram perdidos nos últimos games da série, mas, apresenta novas mecânicas que definem o jogo como algo próprio. Além de especiais mais simplificados, facilitando a aplicação dos mesmos após combos, SC VI introduz Reversal Edge, que ao ativado, traz a possibilidade de causar grandes danos, ou de mudar completamente o andamento de uma partida.

Visualmente, Soul Calibur VI é de longe o mais incrível da franquia. Além da questão gráfica, os cenários e os personagens – que trazem visuais muito próximos aos seus originais nos primeiros jogos – são o aperitivo perfeito para quem procura um game de luta simples e divertido, mas ao mesmo tempo complexo para aqueles que queiram se aprofundar.

Soul Calibur VI chega no dia 19 de Outubro para Xbox One, Playstation 4 e PC.

A Bandai Namco ainda tem muita coisa preparada para este e o próximo ano, mas, depois desse gostinho que tivemos, podemos ter certeza que os fãs de anime e jogos de lutam estarão bem servidos por muito tempo.

Curta o Gamepress nas redes sociais:
Facebook
EMAIL

Comentários

comentários

Curta no Facebook!

Canal Gamepress no YouTube!

BIG NEWS EXPRESS (09/07 - 13/07)