Menu

Darwin Project: o battle royale onde o maior inimigo é o clima


Darwin Project (DP), trata-se de um battle royale desenvolvido pela Scavengers Studio que busca incrementar a experiência do gênero adicionando o elemento climático como fator a ser enfrentado pelos jogadores. Existe uma história por trás de DP, em um futuro distópico o mundo encara problemas de superpopulação, para controlar a situação foi criado um programa de TV que coloca pessoas para sobreviverem a todo custo. Muito provavelmente essa premissa já deve ter sido encontrada na literatura ou no cinema. Então, é nesse contexto que DP é construído. Antes de entrar de vez na análise, convido a assistir o vídeo a seguir para conferir o jogo:

Ambientação

A arena de combate tem como principal característica a neve! E o frio como um dos principais perigos à sobrevivência dos jogadores. O relevo é bastante acidentado, com pontos altos e baixos por todos os lados. O mapa é dividido em hexágonos, que conforme o jogo vai avançando, eles vão sendo ‘desativados’. É o jeito do jogo diminuir a área seguro e forçando os jogadores ao encontro final.

Jogabilidade

A câmera em terceira pessoa garante uma visão ampla do cenário e é importante pois diferentemente dos concorrentes PUBG e Fortnite, o loot principal do jogo vem de maneira muito pontual. As “tecnologias” garantem vantagens como escudos ou dispositivos de teletransporte e são indicadas para todos os sobreviventes. Uma forma de forçar os confrontos.

Para sobreviver ao frio é necessário acender fogueiras, porém angariar as madeiras necessárias para sobreviver expõe o jogador para os inimigos, a fumaça é possível de ser vista a longa distância e a velocidade na capacidade de lenhar não é das maiores. A madeira também serve para construir as flechas para serem atiradas no arco, a arma que todos os jogadores começam.

Outra forma de sobreviver ao frio é costurando um belo casaco, para isso o jogador deverá desmontar as poltronas espalhadas pelo cenário, de modo a juntar couro suficiente para produzir o artefato.

Diferenças com os demais battle royales

Basicamente a sobrevivência se dá através da capacidade do jogador de recolher os materiais necessários para fabricar os itens. Diferente de seus concorrentes, DP não oferece uma grande quantidade de itens de cura, logo todo dano é importante. Além disso, o jogo é feito para forçar os encontros e conflitos entre os jogadores, uma fogueira acesa para sobreviver ao frio acaba por entregar sua posição, uma tecnologia sendo recolhida também revela a posição e o ritmo do jogo é feito para ser mais dinâmico em comparação com PUBG e Fortnite.

Todas mudanças que ocorrem no jogo, fechamento das zonas, quedas de temperatura, entre outros é controlado pelo diretor do programa. Sendo assim DP entrega à um jogador o papel de controlar o que acontecerá dentro da arena de combate, o recurso que transforma o jogo em um título único. Permitindo que um jogador controle o rumo e o destino dos demais, sempre pensando em elevar os índices de audiência do programa.

Darwin Project sobrevive?

Ao embarcar no estilo de jogo mais comentado do momento, Darwin Project entrega uma experiência muito particular. Elencando outros elementos em combinação com uma temática futurista, o jogo cumpre o seu objetivo. Diverte ao passo que causa momentos de apreensão e tensão, seja nos combates ou enquanto tenta sobreviver às adversidades.

O jogo está disponível para PC na Steam gratuitamente e no Xbox no programa “Game Preview” por R$ 57,45.

Curta o Gamepress nas redes sociais:
Facebook
EMAIL

Comentários

comentários

Curta no Facebook!

Canal Gamepress no YouTube!

Cyberpunk 2077 será em PRIMEIRA PESSOA mas não é FPS! ENTENDA! - News EXPRESS